Visgraf in Press




Date: 07 Aug 1995
Media: O Globo - Informática


Onde vivem os "animais" da computação gráfica


O IMPA, Instituto de Matemática Pura e Aplicada, é o centro de pesquisas em matemática mais conceituado da América Latina. Além das atividades de pesquisa, o Instituto, criado em 1952 é que hoje é sede da International Mathematical Union (União internacional de Matemática), tem como objetivos a difusão do conhecimento em sua área de atuação e a formação constante de profissionais de gabarito internacional, tatalizando mais de 150 Doutores e 370 Mestres desde o início de suas atividades.

As principais áreas de pesquisa são Probabilidade, Geometria Diferencial, Equações Diferenciais Parciais, Otimização Sistemas Dinâmicos e, Last But not least, Computação Gráfica. A efervescência intelectual do lugar pode ser bem avaliada no intervalo do café onde não raro são flagrados alunos usando o tempo livre para discutir teorias cabeludíssimas no quadro-negro da cantina. Sintomático?

A começar pela sua bucólica localização, bem na subida da Floresta da Tijuca, o IMPA reserva muitas surpresas para os visitantes. Depois de quedar-se boquiaberto com a beleza do local, o eventual visitante ficará surpreso ao saber que se trata de uma instituição governamental (ligada ao CNPq) que funciona. Da biblioteca, a maior em sua especialidade no hemisfério Sul, aos laboratórios de informática, com estações RISC, PCs e Macintoshes ao montes, passando pelo novo cabeamento que está sendo instalado para a rede da instituição, o que se vê é uma raridade e um exemplo de boa administração da coisa pública.


Um dos projetos do IMPA que mais tem dado destaque à instituição em âmbito internacional é o Visgraf. O grupo de Computação Gráfica e Visualização em Matemática Pura e Aplicada surgiu da necessidade de explorar a interdisciplinaridade da matéria com outras áreas da Matemática, como a Topologia e a Geometria.

Um dos resultados mais recemtes do trabalho do grupo foi o lançamento do livro "Computação Gráfica: Imagem", de autoria de Jonas Gomes e Luiz Velho, dois dos três coordenadores do grupo (o outro é Paulo Cezar Pinto Carvalho). Publicado em parceria com a Sociedade Brasileira de Matemática (SBM), o livro, que é o primeiro trabalho sobre processamento de imagem genuinamente brasileiro, pretende abordar o tema da computação gráfica de uma forma bastante ampla e deversificada. A intenção desses quatro anos de trabalho e das inúmeras discussões que ele gerou sempre foi a de tornar sua leitura acessível aos diversos perfis de profissionais: dos que têm formação em Matemática aos ligados às Ciências da Computação. Mesmo não podendo abrir mão de um alto grau de sofisticação acadê

Um dos resultados mais recemtes do trabalho do grupo foi o lançamento do livro "Computação Gráfica: Imagem", de autoria de Jonas Gomes e Luiz Vel

- O mercado do livro é muito abrangente justamente por tratar do assunto em um nível muito elevado para pessoas de formações distintas -frisou Luiz Velho.- Ao mesmo tempo, é um livro técnico ideal para ser usado em um curso de graduação avançado.

Como exemplo da abrangência da obra, podem ser destacados os dois capítulos dedicados ao estudo da cor, fundamental para a compreensão global da matéria, porém normalmente deixado de lado em publicações do gênero. Outro toque de que a preocupação maior dos pesquisadores ao escrevê-lo era tornar o assunto acessível ao maior número possível de pessoas é o apêndice onde são listadas mais de 40 unidades de medidas.

Lançado oficialmente durante o 20 Colóquio Brasileiro de Matemática realizado no IMPA na semana retrasada, o livro já é quase um sucesso internacional. Explica-se: ele foi traduzido para o inglês por Sílvio Levy, um cientista brasileiro de destaque internacional na área de Visualização Matemática que fala seis línguas e é considerado um dos melhores tradutores acadêmicos em atividade hoje. Como se não bastasse a boa tradução, o livro ganhará o mundo pelas mãos da Springer Verlag, uma respeitadíssima editora de trabalhos acadêmicos da Alemanha.

- Todo o relacionamento com o Sílvio se deu através da Internet. Como ele já foi aluno do IMPA e nos conhecemos bem, não é muito difícil nos entendermos, mesmo nessa distância - assegurou Luiz Velho.

Quem se interessar por entender um pouco mais de computação gráfica e achar que têm estômago para encarar algumas fórmulas mais misteriosas que as mensagens de erro do Windows, pode procurar pelo livro na SBM, cujo endereço é Estrada Dona Castorina, 110, no Horto. Maiores informações podem ser obtidas pelo telefone 294 9032, ramais 103 ou 123. Lá, o livro custa R$30, metade do preço cobrado pela Ao Livro Técnico, que também o vende. Para quem está plugado na Internet a ponto de não conseguir mais sair de casa, sobra uma solução: entrar em contato com eles pelo endereço eletrônico sbm@impa.br.

O catálogo de livros editados pela SBM é extenso, em especial para um país de pouca dradição acadêmica e editorial. Ele é composto por diversas séries, entre elas a Coleção Professor de Matemática, somente com autores brasileiros e a Ensaios Matemáticos, com obras não-traduzidas de luminares como Bonatti e Kupka.

 



Main Page   |   E-mail